O que é brainstorm?

O que é brainstorm?

RESUMO

A tradução literal de brainstorm é “tempestade cerebral”, ou algo do tipo. Para abrasileirar, podemos chamá-lo de “toró de ideias”, porque essa é a melhor definição possível.


CONFIRA A MATÉRIA COMPLETA ABAIXO

Recentemente, inauguramos em nossas redes sociais uma série chamada “Allure Traduz”, para explicar melhor os termos que são usados por nós aqui na agência (e por milhares de outros profissionais da Comunicação!). Só que essa ideia ainda dá pano para muita manga, então vamos expandir algumas explicações, começando pelo famoso brainstorm.

 

A tradução literal de brainstorm é “tempestade cerebral”, ou algo do tipo. Para abrasileirar, podemos chamá-lo de “toró de ideias”, porque essa é a melhor definição possível.

 

O brainstorming é realizado quando precisamos de ideias, insights, algo que dê aquele estalo na mente, o “Eureka!” publicitário. Normalmente, é realizado com duas ou mais pessoas, mas é possível fazer sozinho, se você estiver bem concentrado e cercado de boas inspirações. Ainda assim, é recomendável compartilhar esse toró com alguém.

 

A forma como tudo vai rolar depende muito do objetivo. Você pode estar realizando um brainstorm para descobrir um novo caminho para uma marca, por exemplo; portanto, é melhor unir um time que já tenha familiaridade com o cliente. Por outro lado, talvez você precise identificar falhas em um plano, o que é mais difícil quando se está dentro do projeto há semanas ou meses. Nesse caso, é melhor buscar uma pessoa que não saiba tanto sobre o assunto e possa dar uma perspectiva externa.

 

Uma coisa importante de dizer sobre o brainstorm é essa: ele pode ser ridículo. Na verdade, é até melhor que seja.

 

Quando estamos correndo atrás da criatividade, não podemos nos barrar por medo de soar bobos ou loucos. As ideias precisam ser jogadas na mesa, sejam elas boas ou não. É a partir de tudo que surgir durante a reunião que será possível construir algo tangível e eficaz. Pode parecer estranho na hora, mas aquela ideia maluca talvez tenha um ponto em comum com o pensamento meio careta do colega — e aí entra o equilíbrio.

 

Portanto, se você vir um grupo de redatores, designers e demais profissionais de uma agência conversando como se estivessem em uma conferência alienígena, não os atrapalhe. Dali pode sair a sua próxima grande campanha!